Custeio

O plano de custeio é aprovado anualmente pelo Conselho Deliberativo, devendo obrigatoriamente constar o método de financiamento e os respectivos cálculos atuariais. Ele poderá ser revisto antes do término da sua vigência, sempre que ocorrerem eventos determinantes de alterações nos encargos.

O custeio do plano será atendido pelas seguintes fontes de receitas:

I – contribuição mensal dos participantes ativos, mediante o recolhimento de um percentual do salário de participação (SP);

II – contribuição mensal dos assistidos, mediante o recolhimento de percentual do benefício concedido pelo FIOPREV;

III – contribuição mensal dos patrocinadores, mediante o recolhimento de percentual da folha de remuneração de todos os seus servidores, empregados e dirigentes participantes do Plano;

IV – jóia dos participantes ativos determinada atuarialmente em face da idade, remuneração, tempo de serviço prestado ao patrocinador, tempo de vinculação ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e tempo de afastamento voluntário do plano;

V – jóia dos participantes-assistidos.

Os percentuais das contribuições referidas nos itens I, II, e III são fixados anualmente no plano de custeio. Para o exercício de 2012, o plano de custeio está disposto da seguinte forma:

Vigência 01/04/2017 a 31/12/2017*

Participantes Ativos - Contribuição Suspensa
Patrocinadora - Contribuição Suspensa
Assistidos - Contribuição Suspensa 

* O Custeio poderá ser revisto, antes do término da sua vigência, caso seja necessária alguma alteração das condições atuariais do plano. Anualmente, realizamos uma avaliação atuarial para verificar as condições de custeio, podendo ser realizada avaliação extraordinária.